Natal com Algodão Doce

Nesta véspera de natal, que foi o meu primeiro “feriado” trabalhando, fui usufruir da hora de descanso e, sem surpresa alguma, percebo que não há estabelecimentos abertos para realizar uma refeição convencional. Nada formal aberto ou com sorrisos forçados, apesar de toda a rua estar bem decorada, todos elogiarem as apresentações natalinas e ver crianças brincando e sorrindo (algo super agradável de se ver). A única comida que encontro é em carrinhos de lanche administrados por ambulantes. Fui lá e comi.
 
Por mais que a festa de natal tenha todo esse colorido e toda essa pompa, tenho motivos pra acreditar que não é apenas para isso que ela é comemorada. Ouço muitos dizerem “Feliz Natal” mas, em suas frases, não consigo entender o que é que eles realmente desejam de felicidade no natal.
Ao questionar alguns deles, as respostas são as mais variadas possíveis. Eles dizem que é uma festa “de luz”, de fraternidade, de confraternização, de passar tempo com a família, de trocar presentes, de seguir a estrela – e, pasmem: há até aqueles que dizem que é para relembrar o nascimento de Jesus.
Contudo, o que se pensa sobre Ele? Esse ano refleti muito sobre o que vi de decorações natalinas (Sempre fui fã de presépios e hoje tive vontade de fazer um – pena que não rolou a ideia antes, mesmo que ainda não tenha uma casa pra chamar de minha – mas eu poderia honrar a vinda humilde do meu Salvador com um pequeno gesto) e do que se expressa na mídia sobre isso. Muitos papais noeis por aí e até estrelas que me fizeram pensar que fossem referências à que brilhou em Belém alguns muitos anos atrás.
 
Um episódio interessante foi assistir o episódio de natal da Turma da Mônica (sim, do Maurício de Souza) na Rede Bobo de Televisão (o Maurício a chama assim, em seus quadrinhos)e ver vários símbolos que remetem claramente à história original do natal sendo usados para expressar o significado da festa para Mônica, Cascão, Cebolinha, Magali e até do próprio Maurício (que, às vezes, se torna um personagem em suas histórias). Entretanto seus significados eram completamente distorcidos e o sentido do natal não foi sequer mencionado naquele episódio.
Não que isso me deixe surpreso – ela ocorreu por usarem os símbolos e eu achar que eles fossem falar a verdade.
Também vi que a Xuxa regravou uma música de Aline Barros, o que me fez ficar feliz por um rápido momento. Porém, mais uma vez, fui bombardeado pela minha mente com a constatação de que a música não fala sobre o Natal ser a festa da encarnação de Deus através de Jesus. Mais uma vez, ofuscaram a verdade para a massa de manobra achar que Xuxa grava músicas “gospeis”.
 
E a límpida verdade é que Deus cumpriu sua promessa de prover um Salvador para a humanidade. O seu próprio Filho, que é Deus, se humilhou, tomando a forma humana e nascendo em um estábulo, já que não havia vagas nas pousadas da época devido ao recenseamento romano – rejeitando todo o poder e glória a que ele teria direito por ser o Filho do Homem, o Filho de Deus.
E isso tudo ocorreu quando ainda éramos seus inimigos. Ele se fez a imagem do Deus invisível para que pudéssemos ter acesso direto ao Pai – sem indulgências, sem sacerdotes, sem sacrifícios de animais: apenas o contato com o Criador que poderia (e ainda o faz) religar seu poder à sua criação tão falha.
 
Ao voltar para o trabalho, vi um carrinho de algodão doce. Meus olhos brilharam e eu não resisti. Tornei-me uma criança feliz. Quis dividir essa alegria com alguém, mas não o tinha. Nem vi alguém a quem eu pudesse presentear com aquela iguaria. Mas senti a felicidade de uma criança em receber um presente muito simples, mas que muda uma noite de grande tristeza e saudade para momentos de regozijo extremo.
 
Isso é natal. Isso é Salvação. É crer que Ele veio e ainda vem através das coisas simples da vida. E vem mostrar-nos, a cada dia, o valor que nós temos perante Ele. E, mais: o valor que Ele quer ter em nós.
Advertisements

About Kelyson

Alguém preocupado sobre a vida e o que vem depois dela.
This entry was posted in Uncategorized and tagged , , , . Bookmark the permalink.

2 Responses to Natal com Algodão Doce

  1. Yan Pedro says:

    Que massa essa publicação! 🙂

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s